Oferecimento:
Menu

Publicidade
LOPES
TAXI
Z CENTER AUTO PEÇAS
LUANA DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS
LABORATÓRIO BIO CLIN
OMEGA
COMERCIAL  BOA ESPERANÇA
SEMACON

Colunistas
Juízos apressados

Enquete

Qual sua maior dificuldade para o mercado de trabalho?



 Idade
 Escolaridade
 Cursos
 Qualificação
 Falta de vagas




Links

FaceBook



Tempo
Publicidade
GRUPO KRUPINSK
AJES
DETETIZADORA
Inviolavel
RICO
WIZARD
CASA BELA
Sindicato Rural
Noticias
ROCKENBACH
Palmeiras vence e elimina o Coruripe da Copa do Brasil
   21/03/2012 - 23:41:40
Fonte: Gazeta Esportiva   


O volante Marcos Assunção brilhou novamente na noite desta quarta-feira e garantiu a vitória do Palmeiras sobre o Coruripe, no jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O Alviverde superou o seu adversário por 3 a 0, no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí, e confirmou a sua classificação à próxima fase do torneio nacional.

 

Apesar da pressão imposta durante o primeiro tempo da partida, o Palmeiras só conseguiu marcar na segunda etapa de jogo. Em nova cobrança de falta de Marcos Assunção, o Verdão inaugurou o marcador aos 10 minutos. No lance seguinte, o volante acertou um cruzamento na cabeça de Barcos para que o argentino balançasse as redes pela nona vez no ano.

 

Nos últimos minutos da partida, o Palmeiras chegou ao terceiro com o lateral esquerdo Juninho. O atleta invadiu a área e bateu cruzado para vencer o goleiro adversário e decretar o triunfo alviverde.

 

Na segunda fase da Copa do Brasil, a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari medirá forças com o Horizonte, do Ceará. Sem data definida pela CBF, o time paulista terá novamente a possibilidade de eliminar o jogo de volta se vencer por dois gols de diferença no primeiro encontro entre os times.

 

O jogo -Assim como no primeiro encontro entre as duas equipes, o Palmeiras começou o jogo de modo arrasador e não deu chances para o Coruripe respirar nos minutos iniciais. O time chegava bem pelas laterais do campo e conseguia trocar passes com facilidade no setor defensivo dos alagoanos.

 

A pressão imposta no começo do duelo assustou a tímida equipe do Nordeste, que quase marcou contra aos cinco minutos de jogo. Marcos Assunção bateu escanteio pela direita e viu o zagueiro adversário cabecear no ângulo de seu próprio gol. Em um lance de puro reflexo, Juninho esticou o braço e espalmou para fora.

 

O ímpeto demonstrado pelo Palmeiras continuava sufocando qualquer reação do Coruripe e colocava praticamente todo o time alviverde dentro da área dos alagoanos. Aos 16 minutos, o argentino Barcos apareceu pela primeira vez e recebeu bom cruzamento da direita. O atacante tentou o chute, mas foi travado e tocou atrás para Maikon Leite. O velocista do Verdão bateu firme e Juninho fez outra grande defesa para salvar seu clube.

 

A chance criada pelos palmeirenses foi a última grande oportunidade para abrir o placar na primeira etapa. Apesar da intensa pressão, os comandados de Luiz Felipe Scolari erravam muitos passes e eram prejudicados pela individualidade de Maikon Leite. Além disso, Marcos Assunção não acertava as cobranças de bola parada e permitia o desvio dos zagueiros adversários.

 

Sem chegar com perigo nos minutos que se seguiram, o Palmeiras tomou um grande susto aos 33 minutos e contou com a competência de Deola para não sofrer o inesperado gol. Cleiton cobrou falta perto da área e mandou uma bomba para a meta alviverde. Atento, o arqueiro voou e conseguiu desviar em sua primeira defesa no jogo. A bola ainda tocou na trave antes de sair pela linha de fundo.

 

A defesa de Deola deu um novo gás ao Coruripe, que passou a atacar mais e acreditar em um possível resultado positivo. O Verdão ainda tentou balançar as redes com Patrik, em uma grande jogada feita por Maikon Leite. A boa chance criada, no entanto, esbarrou na péssima conclusão do armador, que parou no zagueiro alagoano.

 

Insatisfeito com o rendimento de Maikon Leite e Patrik, Felipão resolveu realizar duas alterações no intervalo e colocou Ricardo Bueno e Pedro Carmona em campo. Os jogadores deram uma nova cara ao time alviverde, que voltou a pressionar nos primeiros minutos da segunda etapa. Logo aos três, o meia cruzou para dentro da área e Barcos aproveitou a sobra para exigir grande defesa do goleiro Juninho.

 

As alterações feitas pelo treinador palmeirense surtiram efeito na equipe e mudaram a maneira do Verdão se portar em campo. Pedro Carmona continuava atormentado a zaga do Coruripe e abria espaços ao atacar com velocidade pelas laterais do campo. As oportunidades criadas resultaram em uma falta na entrada da área, cometida sobre o atacante Ricardo Bueno.

 

Na cobrança, Marcos Assunção avistou o goleiro Juninho deslocado para o lado esquerdo do gol e cobrou de forma primorosa por cima da barreira. A bola caiu lentamente no canto vazio da meta alagoana e não causou nenhuma reação no estático arqueiro do Coruripe, inaugurando o marcador aos dez minutos.

 

O lance empolgou o Palmeiras e destruiu o esquema tático montado pelo técnico Elenilson Santos. Desanimado, o Coruripe sofreu o golpe decisivo aos 13 minutos, quando Marcos Assunção aproveitou a deixa de Ricardo Bueno para cruzar na cabeça de Barcos. O argentino concluiu com tranquilidade e anotou seu nono gol nesta temporada.

 

Embalado pela apatia do Coruripe, o Verdão continuou pressionando e quase chegou ao terceiro em duas novas chances. Na primeira, Ricardo Bueno recebeu livre dentro da área e rolou para João Vitor na frente do gol, mas o volante pegou muito mal e mandou por cima da meta. No outro lance, Pedro Carmona bateu falta na entrada da área e carimbou a trave do goleiro Juninho.

 

Após a conclusão de Carmona, o ritmo do duelo caiu consideravelmente e fez com que o técnico Luiz Felipe Scolari trocasse Barcos por Vinícius, a fim de preservar o atacante para o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo.

 

Sem apresentar qualquer reação e entregue ao Palmeiras, o Coruripe também não demonstrou força suficiente para buscar um gol de honra e selou sua eliminação ao recuar todo o time para o setor defensivo. A equipe ainda tentou assustar a zaga adversária em lances de bola parada, mas não levou nenhum perigo ao tranquilo goleiro Deola.

 

Quando o marcador apontava 39 minutos, Juninho foi lançado em velocidade e invadiu a área do Coruripe. O jogador ficou de frente para o gol e bateu cruzado. Com um desvio em Jhota, o atleta viu a bola morrer no fundo das redes do arqueiro adversário e confirmar a grande vitória de sua equipe nesta quarta-feira.





Imprimir Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut

Grafica
IPE
Comentários:




TERMOS E CONDIÇÕES DE USO
Nome:
Email:
Endereço:
Comentário:

TopNews - Aqui você tem mais conteúdo!, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2010 - 2014 - Desenvolvido por: NIVELDIGITAL