Oferecimento:
Menu

Publicidade
LOPES
TAXI
Z CENTER AUTO PEÇAS
COMERCIAL  BOA ESPERANÇA
LUANA DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS
SEMACON
OMEGA
LABORATÓRIO BIO CLIN

Colunistas
Juízos apressados

Enquete

Para 2015 qual dos cursos do Polo UAB você gostaria de receber?



 Administração Pública
 Biblioteconomia
 Ciências Naturais e Matemática
 Ciências Naturais Ensino Básico




Links

FaceBook



Tempo
Publicidade
Inviolavel
Sindicato Rural
DETETIZADORA
WIZARD
CASA BELA
RICO
AJES
GRUPO KRUPINSK
Noticias
ROCKENBACH
MT terá uma das eleições mais caras do País: R$ 10 mi
   04/08/2010 -
   


Fonte:midianews/Antoniella Costa

Segundo presidente do TRE, Rui Ramos, o valor está relacionado ao acréscimo de eleitores e aos gastos com logística

As eleições deste ano em Mato Grosso serão uma das mais caras desde 1994; vão custar aos cofres públicos R$ 10 milhões. Há16 anos, a Justiça Eleitoral gastou R$ 2,3 milhões para a realização de eleições para prefeitos e vereadores.

Na época, um milhão de eleitores estavam aptos a votar; neste ano, o número ultrapassa dois milhões, nos 141 municípios do Estado - inclusive, na zona rural e aldeias indígenas. Em 1994, a média de custo por eleitor era de R$ 1,81. Atualmente, é de R$ 5,07.

Ao MidiaNews, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Rui Ramos, informou que o custo está relacionado ao acréscimo no número de eleitores e a logística que precisa ser montada, para que urnas cheguem aos lugares mais longínquos. Somente com custeios (alimentos, transporte, combustível, entre outros), serão gastos R$ 7.170.234,00, devido à extensão territorial do Estado.

"Temos muitos eleitores na zona rural e em aldeias indígenas. Há casos em que é necessária a locação de aeronaves, caminhonetes traçadas e carros, para transportar urnas, materiais e para descolamento de pessoal. Então, isso tudo tem um custo muito grande e que aumenta de acordo com o número de eleitores", explicou Ramos.

O restante do orçamento previsto - R$ 3,4 milhões - será investido em pessoal. Mais de 37 mil pessoas estão envolvidas no processo, entre mesários, servidores efetivos, requisitados e cedidos, oficiais de Justiça, juízes eleitorais, magistrados auxiliares, escrutinadores, membros das juntas apuradoras, técnicos de urna e transmissão, auxiliares dos juízes eleitorais e coordenadores dos locais de votação.

A Justiça eleitoral contará, ainda, com apoio de parceiros, como a Polícia Militar, Civil, Federal, Bombeiros, Fundação Nacional do Índio (Funai) e Exército.

Unidades de votação

De acordo com Rui Ramos, em todo o Estado, há mais de 1.560 locais de votação, 7.059 seções eleitorais e 60 zonas eleitorais. Entre as mais distantes estão: Aripuanã (1.251 km de Cuiabá), Vila Rica (1.163 km), São Félix do Araguaia (1.050 km), Porto Alegre do Norte (1.034 km), Cotriguaçu (950 km) e Nova Monte Verde (936 km).

Transmissão de dados

A transmissão dos dados será feita via satélite e estima-se que, até a meia-noite do dia 3 de outubro, a população já saiba quem são os candidatos eleitos (um governador e um vice; dois senadores; oito deputados federais e 24 suplentes, além de 24 deputados estaduais e 72 suplentes).





Imprimir Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Orkut

Grafica
IPE
Comentários:




TERMOS E CONDIÇÕES DE USO
Nome:
Email:
Endereço:
Comentário:

TopNews - Aqui você tem mais conteúdo!, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2010 - 2014 - Desenvolvido por: NIVELDIGITAL