NOTÍCIAS

MT terá uma das eleições mais caras do País: R$ 10 mi

04/08/2010

Fonte:midianews/Antoniella Costa

Segundo presidente do TRE, Rui Ramos, o valor está relacionado ao acréscimo de eleitores e aos gastos com logística

As eleições deste ano em Mato Grosso serão uma das mais caras desde 1994; vão custar aos cofres públicos R$ 10 milhões. Há16 anos, a Justiça Eleitoral gastou R$ 2,3 milhões para a realização de eleições para prefeitos e vereadores.

Na época, um milhão de eleitores estavam aptos a votar; neste ano, o número ultrapassa dois milhões, nos 141 municípios do Estado - inclusive, na zona rural e aldeias indígenas. Em 1994, a média de custo por eleitor era de R$ 1,81. Atualmente, é de R$ 5,07.

Ao MidiaNews, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Rui Ramos, informou que o custo está relacionado ao acréscimo no número de eleitores e a logística que precisa ser montada, para que urnas cheguem aos lugares mais longínquos. Somente com custeios (alimentos, transporte, combustível, entre outros), serão gastos R$ 7.170.234,00, devido à extensão territorial do Estado.

"Temos muitos eleitores na zona rural e em aldeias indígenas. Há casos em que é necessária a locação de aeronaves, caminhonetes traçadas e carros, para transportar urnas, materiais e para descolamento de pessoal. Então, isso tudo tem um custo muito grande e que aumenta de acordo com o número de eleitores", explicou Ramos.

O restante do orçamento previsto - R$ 3,4 milhões - será investido em pessoal. Mais de 37 mil pessoas estão envolvidas no processo, entre mesários, servidores efetivos, requisitados e cedidos, oficiais de Justiça, juízes eleitorais, magistrados auxiliares, escrutinadores, membros das juntas apuradoras, técnicos de urna e transmissão, auxiliares dos juízes eleitorais e coordenadores dos locais de votação.

A Justiça eleitoral contará, ainda, com apoio de parceiros, como a Polícia Militar, Civil, Federal, Bombeiros, Fundação Nacional do Índio (Funai) e Exército.

Unidades de votação

De acordo com Rui Ramos, em todo o Estado, há mais de 1.560 locais de votação, 7.059 seções eleitorais e 60 zonas eleitorais. Entre as mais distantes estão: Aripuanã (1.251 km de Cuiabá), Vila Rica (1.163 km), São Félix do Araguaia (1.050 km), Porto Alegre do Norte (1.034 km), Cotriguaçu (950 km) e Nova Monte Verde (936 km).

Transmissão de dados

A transmissão dos dados será feita via satélite e estima-se que, até a meia-noite do dia 3 de outubro, a população já saiba quem são os candidatos eleitos (um governador e um vice; dois senadores; oito deputados federais e 24 suplentes, além de 24 deputados estaduais e 72 suplentes).

Comentários:




TERMOS E CONDIÇÕES DE USO
Nome:
Email:
Endereço:
Comentário:

Facebook