ARIPUANÃ, Domingo, 11/04/2021 -

NOTÍCIA

Empresa volta alertar risco de falta de oxigênio em MT

Data: Quarta-feira, 31/03/2021 10:28
Fonte: FOLHAMAX

Uma das empresas responsáveis pelo fornecimento de oxigênio em Mato Grosso, a White Martins, pediu a ajuda emergencial para evitar mortes nas unidades de saúde em carta enviada ao governo do estado, alertando que a demanda quintuplicou apesar dos cilindros enviados pelo governo federal em cumprimento à decisão judicial.

Conforme carta enviada ao governo estadual na segunda-feira (29), o volume consumido pelas unidades de saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES) que têm contrato vigente com a White Martins quintuplicaram comparativamente às médias de consumo habitual, que passaram de 1600 metros cúbicos de oxigênio líquido por dia no primeiro semestre de 2020 para 7865 metros cúbicos de oxigênio por dia no momento.

Com a necessidade de intensificar a frequência de atendimento aos seus clientes em Mato Grosso, a White Martins, entre dezembro de 2020 e março de 2021, já ampliou sua frota e quantidade de equipamentos criogênicos em 30% e o número de profissionais dedicados à distribuição do produto, em 40%.

Além disso, a empresa vem incrementando seus recursos logísticos para buscar oxigênio líquido em outras plantas de produção localizadas em São Paulo e no Rio de Janeiro. A companhia já realizou também 18 adequações de estocagem e ainda instalou cinco tanques criogênicos backups em hospitais do Estado.

 

Por meio de requisição administrativa do Ministério da Saúde, a White Martins foi instada a disponibilizar 80 mil metros cúbicos de oxigênio para suprir o risco de falta de oxigênio em estabelecimentos assistenciais de saúde em Rondônia atendidos por outras empresas fabricantes e revendedoras, o que pode impactar a confiabilidade do abastecimento aos clientes da White Martins.

A demanda regular dos clientes medicinais da White Martins no estado de Mato Grosso que antes girava em torno de 14.573 metros cúbicos de oxigênio líquido por dia já atinge 43.185 mil metros cúbicos de oxigênio líquido por dia e com forte tendência de crescimento. O volume total de oxigênio gasoso contratado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) já foi ultrapassado e os quantitativos de oxigênio líquido, na proporção de crescimento atual, não serão suficientes até o final do contrato.

Em mais uma demonstração de cooperação e esforço da White Martins para o enfrentamento do cenário de crise na saúde em todo o território nacional, a companhia comunicou oficialmente ao governo do estado de Mato Grosso que poderá disponibilizar 18 tanques móveis pequenos, cada um com capacidade de estocagem de 600 metros cúbicos de oxigênio líquido, a partir de sua unidade fabril em Minas Gerais.

Entretanto, para viabilizar esta operação, a White Martins alertou sobre a urgência de apoio logístico, na maior brevidade possível, por meio de suporte do Ministério da Saúde com a utilização de aeronaves da FAB para realização de translado no trecho Minas Gerais – Mato Grosso, sob pena de não haver recursos para atender à demanda.

De forma transparente e responsável, a White Martins está mantendo as autoridades de saúde cientes sobre todos os fatos relacionados ao fornecimento de oxigênio medicinal aos seus clientes das redes pública e privada no Estado de Mato Grosso, e mobilizando todos os esforços para disponibilizar a maior quantidade possível de produto em todo o país.