ARIPUANÃ, Sexta-feira, 24/09/2021 -

NOTÍCIA

Conmebol suspende jogo entre Brasil e Argentina após intervenção da Anvisa

Data: Segunda-feira, 06/09/2021 09:05
Fonte: Gazeta Esportiva

A Conmebol utilizou as suas redes sociais para anunciar que a partida entre Brasil e Argentina, válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, está suspensa. A decisão foi tomada pelo árbitro venezuelano Jesus Valenzuela, após agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) paralisarem o confronto e os jogadores argentinos deixarem o campo.

De acordo com a nota publicada pela Conmebol, a Fifa será a responsável por decidir os próximos passos do confronto entre Brasil e Argentina. Ainda não é possível afirmar se o jogo será cancelado ou se as equipes voltarão a se enfrentar.

“Por decisão do árbitro da partida, o encontro organizado pela Fifa entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, está suspensa. O árbitro e comissão do jogo levarão um informe à Comissão Disciplinar da Fifa, que determinará os passos a seguir. Esses procedimentos seguem estritamente as regulamentações vigentes. As Eliminatórias para a Copa do Mundo é uma competição da Fifa. Todas as decisões relacionadas à sua organização e seu desenrolar são de competência exclusiva dessa instituição”, posicionou-se a Conmebol.

Com apenas cinco minutos de bola rolando na Neo Química Arena, a partida entre Brasil e Argentina foi paralisada por agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Os profissionais entraram em campo para impedir que jogadores argentinos que descumpriram o protocolo de quarentena antes de entrarem no país atuassem.

Cristian Romero e Lo Celso, do Tottenham, e Emiliano Martínez e Buendía, do Aston Villa, não realizaram a quarentena obrigatória de 14 dias antes de desembarcarem no país. Os três primeiros, inclusive, foram escalados como titulares para a partida deste domingo.

Quando os agentes da Anvisa surgiram no campo e paralisaram a partida, os jogadores da seleção argentina deixaram o gramado do estádio do Corinthians. Enquanto os fiscais da agência de vigilância conversavam com membros da delegação brasileira, parte dos convidados presentes na Arena gritaram “vergonha” na arquibancada.