ARIPUANÃ, Sexta-feira, 24/09/2021 -

NOTÍCIA

Zé Trovão diz que Moraes "passou dos limites"

Data: Segunda-feira, 06/09/2021 09:14
Fonte: METROPOLES

Em novo vídeo postado nas redes sociais neste domingo (5/9), o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como “Zé Trovão”, disse que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo tribunal Federal (STF), “passou de todos os limites” e incitou os agentes da Polícia Federal a “cruzarem o braço” e não cumprir o mandado de prisão contra ele.

 

Zé Trovão é um dos alvos do inquérito que apura a organização de atos antidemocráticos marcados para 7 de Setembro. A prisão foi solicitada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), e a determinação partiu de Moraes. Na decisão, o ministro derrubou as redes sociais do caminhoneiro e proibiu a participação dele em vídeos e lives.

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Zé Trovão disse, nessa sexta-feira (3/9), que só se entregará na próxima semana e que sua prisão será feita “no meio do povo”.

“Senhores policiais, ordem ilegais não devem ser cumpridas. Ordens ilegais não se podem cumprir. Até mesmo porque os senhores podem muito bem cruzar os braços e não cumprir as ações criminosas cometidas pelo senhor Alexandre de Moraes”, disse Zé Trovão, neste domingo.

“Este homem [Moraes] passou de todos os limites. Este homem passou de todo o entendimento nacional. E nós não aceitamos tais ações. […] Então eu faço agora um apelo a cada policial federal. Cruze os seus braços e não cumpra nenhum mandado de prisão”, prosseguiu.

Não é a primeira vez que o caminhoneiro dá declarações contra o ministro Alexandre de Moraes. Nesse sábado (4/9), Zé Trovão desafiou o ministro para que ele mesmo o prenda durante os atos previstos para o dia 7 de Setembro, data em que é celebrada a Independência do Brasil.

“A Polícia Federal, até o momento, não cumpriu o mandado de prisão expedido pelo Alexandre de Moraes à minha pessoa porque ordens ilegais não se cumprem. Mas eu vou te fazer um convite, Alexandre de Moraes, que tal você mesmo vir à (Avenida) Paulista no dia 7 de setembro e me prender? Eu estarei lá, à sua disposição. E caso queira, poderá fazer o uso da sua palavra”, afirmou o bolsonarista, neste sábado.

7 de Setembro

O presidente Jair Bolsonaro tem convocado apoiadores para que passem um recado às instituições do país durante o feriado de Independência.

O chefe do Executivo vem afirmando que os atos servirão para passar uma “imagem” do país para o mundo.

“Ninguém precisa temer o 7 de Setembro”, disse o presidente durante cerimônia no Palácio do Planalto na última semana. Ele ressaltou que não está organizando as mobilizações e que vai participar apenas como convidado.

Na ocasião, Bolsonaro deve participar, pela manhã, de um ato de hasteamento da Bandeira Nacional, em frente ao Palácio da Alvorada, e discursar para apoiadores na Esplanada dos Ministérios. À tarde, é possível que compareça à manifestação da Avenida Paulista, em São Paulo.