ARIPUANÃ, Quinta-feira, 21/10/2021 -

NOTÍCIA

Iniciativa integra o programa Parceria pela Valorização da Educação e abordou os desafios educacionais na pandemia em Aripuanã

Data: Quinta-feira, 07/10/2021 08:38
Fonte: Da Assessoria/ Francielle Mesquita

Em setembro, aconteceu o 1º Intercâmbio entre Gestores, uma realização do Instituto Votorantim (IV) e Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e que envolveu Gestores Escolares que participam do programa Parceria pela Valorização da Educação (PVE). Além de Aripuanã, outros 29 municípios do país se reuniram por dois dias em encontros virtuais. No município mato-grossense, o programa é desenvolvido pela Nexa, em parceria com IV, Cenpec e Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Aripuanã (Semec).

O evento contou com a participação de diretores e coordenadores pedagógicos de alguns municípios onde o PVE é executado. Aripuanã foi representado no primeiro dia pela diretora, Sueli de Fátima Lopes, que iniciou os debates com o tema “Desafios e soluções: ensino remoto na pandemia”. Já no segundo dia, o assunto abordado foi a “Educação e Tecnologia: o que está em jogo”, pela palestrante especialista em inovações em educação, Ana Paula Gaspar”.

As atividades articuladas a partir do programa buscam desenvolver nos gestores educacionais e escolares práticas que fortaleçam a melhoria da educação pública, por meio da mobilização social. O 1º intercâmbio entre gestores escolares, inicia o segundo ciclo das ações planejadas para o ano de 2021. Em Aripuanã, o PVE é executado desde 2015, apoiando os gestores na evolução da matriz de competências.

Eliana Moreno, formadora do PVE pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), explicou que cada município participante destacou um representante para compartilhar experiências de gestão escolar: “No primeiro dia foi evidenciado a apropriação do uso da tecnologia da informação e comunicação ao ensino e na formação de professores, revelando como as diferentes ferramentas tecnológicas foram compreendidas e incorporadas às práticas escolares para viabilizar o ensino remoto. Já no segundo dia, subgrupos foram organizados com os participantes em salas virtuais distintas, elucidando as questões trazidas durante a palestra realizada”.

Para o Secretário Municipal de Educação de Aripuanã, Ermes José dos Reis, a interação entre os municípios ampliou as possibilidades de ensino durante a pandemia. “A troca de experiência entre os vários municípios do país possibilitou inúmeras alternativas de aula com as novas ferramentas digitais, facilitando o trabalho dos profissionais de outras cidades a partir dessa troca positiva articulada pelo programa PVE”, ressaltou o secretário.

A diretora da Escola Municipal Prof. Wilma Calvi Battisti, Sueli de Fátima Lopes, que representou o município de Aripuanã na primeira edição do intercâmbio, comentou sobre as novas descobertas tecnológicas ocasionadas nos encontros. “Uma ferramenta que aprendemos a utilizar e consideramos muito importante nesse processo foi o Google Forms, pois tem permitido a realização de pesquisas para levantar dados sobre a comunidade e também a realizar consultas com as famílias e alunos. Além disso, as plataformas do play games, Youtube e Google Meet também têm auxiliado na comunicação com as famílias dos estudantes diante das atividades planejadas pelos professores”.

Segundo a gerente de Gestão Social da Nexa, Cristiane Holanda Moraes Paschoin, as ações planejadas pelo PVE auxiliam na qualidade do ensino ofertado pela rede pública. “O programa objetiva conduzir os gestores com práticas inovadoras, a partir da transferência de conhecimentos e experiências vivenciadas entre os profissionais da educação. Os métodos aplicados durante as aulas têm contribuído de forma relevante para os fatores de qualidade de ensino no país, agregando ao desenvolvimento para as comunidades em que a empresa atua”