ARIPUANÃ, Sábado, 18/05/2024 -

NOTÍCIA

Brasil quebra jejum de 12 anos sem título no vôlei de praia em Pans com dois ouros

Data: Domingo, 29/10/2023 20:22
Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
Alexandre Loureiro/ Divulgação COB

O Brasil voltou ao topo do pódio no vôlei de Praia em Jogos Pan-Americanos após 12 anos em dose dupla em Santiago. Duda e Ana Patrícia confirmaram o favoritismo ao não perder nenhum set na competição, enquanto André e George tiveram mais trabalho para superar os cubanos na decisão. Desde Guadalajara-2011 que o País não levava o ouro na modalidade. 

Depois de ficarem somente com a prata no Campeonato Mundial do México, há uma semana, Duda e Ana Patrícia tiveram campanha impecável no Chile, que culminou com a medalha de ouro nesta sexta-feira em decisão dura diante das canadenses Melissa Humana Paredes e Brandie Wilkerson, com vitória por 22 a 20 e 21 a 18.

Campeãs do Circuito Mundial, do Mundial de base e adulto e das Olimpíadas da Juventude, Duda e Ana Patrícia agora também colocam a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos no pescoço na estreia na competição e se preparam para a única conquista que falta: os Jogos Olímpicos.

"É um sonho né (ganhar em Paris-2024) e a gente vai tentar fazer o nosso melhor. A gente tem de se classificar ainda para buscar essa medalha, mas sabemos que o caminho é longo e vamos tentar o máximo para conseguir", disse Duda. "Se acontecer vai ser muito gratificante, uma emoção indescritível."

"Tomara que a gente complete essa coleção", emendou Ana Patrícia, celebrando o título em Santiago. "É uma realização, ganhar medalha em campeonatos grandiosos como esse já é motivo para se orgulhar. E medalha de ouro, levando em consideração tudo o que a gente tem vivido, os últimos torneios, os últimos dias, só deixa essa conquista ainda maior e mais linda para a gente. Estamos muito felizes e vamos levar essa memória do primeiro Pan-Americano."

Líderes do ranking mundial, as brasileiras deixaram a primeira chance de se garantir em Paris-2024 escapar com o vice no México. Mas não devem ter problemas para se garantir nos Jogos Olímpicos com mais chances pela frente e vantagem justamente por serem as mais bem classificadas do planeta.

Para André e George a conquista em Santiago tem ainda mais peso. Então medalha de bronze do Mundial, eles amargaram eliminação ainda na fase de grupos do México e se redimem da melhor maneira possível: com o ouro pan-americano.

Na decisão diante dos cubanos Jorge Luis Alayo e Noslen Díaz Amaro, começaram com tudo e anotaram logo um 21 a 12, com falsa demonstração que ganhariam sem problemas. Mas os rivais reagiram e buscaram a igualdade Colm 21 a 19 no segundo set.

O equilíbrio prevaleceu no tie-break, até os brasileiros abrirem 13 a 11. Sem deixar baixar o ritmo, fecharam com 15 a 13 para garantir a dupla festa verde e amarela em Santiago.